Paris: o que fazer na primeira visita à capital da França!

Paris, a cidade luz, é um dos destinos mais desejados do mundo, recebendo milhões de visitantes anualmente. Paris oferece uma imensa variedade de opções para todas as idades e gostos. É uma cidade extremamente  rica em história, cultura e com muitos bairros legais para se explorar. É uma cidade encantadora, capaz de surpreender o turista a cada visita, mesmo que ele seja um visitante frequente ou esteja visitando a cidade pela primeira vez.

Em Paris você encontra cartões-postais mundialmente conhecidos, como a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo. A cidade está repleta de ótimos museus, centros comerciais, bares, pubs e restaurantes. Para conhecer bem Paris você precisará de muitos dias e também um bom planejamento de viagem.

Por isso, preparamos este guia completo sobre Paris, voltado principalmente para quem está visitando a cidade pela primeira vez, trazendo as principais informações para você planejar sua viagem a capital francesa. Ir para Paris com um roteiro pré-definido é muito importante para aproveitar bem o seu tempo na cidade, não deixando de fora suas principais atrações.

Na primeira visita à Paris é impossível deixar de bater cartão nas atrações mais famosas da cidade, como a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo. Nas demais visitas à Paris, você já terá conhecido os principais cartões postais e então poderá explorar outras atrações e caminhar com calma por esta incrível cidade.

 

Melhor época para conhecer Paris

Paris é uma cidade que pode ser visitada o ano inteiro, não existindo uma época imprópria. O inverno em Paris (dezembro a fevereiro) tem temperaturas máximas em torno de 10ºC, sendo que a mínima pode chegar próximo a 0ºC. É muito difícil nevar em Paris. É uma época boa para quem gosta de temperaturas baixas.

Os meses de março, abril, outubro e novembro possuem temperatura média de 15ºC. A temperatura amena favorece as caminhadas na cidade.

Maio possui temperatura média de 18ºC. É um bom mês para se visitar a cidade, mas tem um porém: os preços dos hotéis são bem elevados nesta época do ano.

Nos meses de junho e setembro, a temperatura é bastante agradável, em torno de 20ºC. Costuma chover bem pouco. Os preços dos hotéis são regulares nestes meses.

Julho e agosto são os meses mais quentes em Paris, podendo chegar a fazer 30ºC. Contudo, mesmo nesta época, a temperatura pode cair para menos de 20ºC. A cidade fica bem cheia e o calor enche as mesinhas dos bares ao ar livre. A cidade fica bem animada nesta época.

 

Onde ficar em Paris

Os preços dos hotéis em Paris não são os melhores. Os hotéis, de maneira geral, transmitem sempre a sensação de serem muito caros para o que oferecem. No geral, é uma cidade cara para se ficar hospedado. Geralmente os hotéis não incluem o café da manhã nas diárias. Ar condicionado é coisa rara nos hotéis em Paris – assim, se você for viajar em julho ou agosto, preste atenção neste item, que pode vir a fazer falta. Aquecimento geralmente todos os hotéis possuem, assim, não precisa se preocupar com isso nos meses mais frios.

Paris está dividida em 20 arrondissements, que são zonas demarcadas em forma de espiral. Você consegue identificar em qual zona o hotel está localizado olhando o final do endereço: Paris 1 (50001) é o 1º arrondissement; Paris 20 (50020) é o 20º arrondissement. Quanto menor for o número, mais central é a localização. Para você ter uma noção, o 1º arrondissement inclui o Louvre e Catedral de Notre-Dame.

Ficar em um arrondissement mais central favorece os deslocamentos a pé, viagens mais curtas de metrô e possibilidade de já pegar a linha que precisa até a atração desejada. Contudo, os hotéis com localização mais central costumam ser mais caros.

Se você for utilizar o transporte público para se locomover em Paris, uma boa dica é procurar ficar perto de uma estação do metrô. Assim, você poderá se deslocar com facilidade para até os principais pontos turísticos, mesmo que tenha que percorrer distâncias maiores de metrô.

 

Transporte em Paris

O transporte público de Paris é bem eficiente e cobre os principais pontos turísticos da cidade. Existem diferentes tíquetes que você pode adquirir para utilizar os meios de transporte da cidade:

– Ticket t+: permite uma única viagem utilizando os meios de transporte da cidade. O valor depende da estação de embarque e desembarque, começando em 1,90 euros. Aqui você pode calcular o preço do bilhete. Existe a opção de comprar 10 tickets por 14,90 euros. Pode ser adquirido nos caixas de auto-atendimento, nos guichês do metrô, ônibus e estações de trem. O bilhete vale por 1:30h entre a primeira e a última validação. Pode combinar: ônibus com ônibus, ônibus com tram e tram com tram. Outras combinações não são possíveis.

– Navigo Découverte: Permite o uso ilimitado do transporte público durante uma semana ou um mês, sendo voltado para turistas. É aceito no metrô, no trem, no ônibus e no tram. O cartão custa 5 euros. O passe semanal abrange as cinco zonas e custa 22,80 euros e vale de segunda a domingo, não importa o dia em que você o adquire (a validade sempre começa na segunda e termina no domingo). Pode ser adquirido nos guichês do metrô e estações de trem. É preciso levar uma foto 3×4. Vale muito a pena se você chegar no começo da semana.

– Mobilis: permite viagens ilimitadas durante o dia todo. O passe que inclui as zonas 1 e 2 custa 7,50 euros. É uma boa opção para quem vai utilizar bastante o transporte público ao longo do dia.

– Paris Visite: esse passe permite o uso ilimitado do transporte público, tendo opções de até 5 dias consecutivos. Os dias sempre começam e terminam à meia-noite. Pode ser adquirido nos caixas de auto-atendimento ou nos guichês. Não inclui ônibus nem tram. O passe de cinco dias que permite viagens nas zonas 1 a 3 custa 38,35 euros.

 

Quantos dias ficar em Paris

Paris é uma cidade que exige uma semana pelo menos para que você consiga aproveitar suas principais atrações. Se você ficar menos de uma semana, terá que correr bastante para conhecer as principais atrações da cidade. Além disso, correrá o risco de ter que voltar em outra oportunidade para conhecer uma ou outra atração que não conseguiu visitar.

 

O que fazer em Paris: atrações para a primeira visita

Paris é uma cidade muito cheia de história e com diversos cartões postais para serem visitados. Andar sem destino é a melhor forma de descobrir Paris, mas exige muito tempo disponível para cobrir as principais atrações da cidade. Assim, planejar um roteiro do que fazer em cada dia da sua visita a Paris permite que você aproveite melhor a sua viagem.

 

Torre Eiffel

A Torre Eiffel é o principal cartão postal da cidade e sem dúvida a atração mais procurada. É impensável ir à Paris e não ir conhecer a Torre Eiffel, que foi inaugurada em 1.889 e tem 300 metros de altura.

É possível subir até o topo da torre e ter uma das melhores vistas de Paris. Aqui você encontra informações sobre o horário de funcionamento e ingressos.

Comprando antecipadamente seu ingresso pela Internet você perde menos tempo na fila, mas fica preso aquele dia e horário para visitar a torre.

Deixamos para comprar os ingressos na hora e tivemos que esperar cerca de 60 minutos na fila até conseguir entrar no elevador. Fomos no final da tarde e aproveitamos para ver a vista ao entardecer e à noite.

Mesmo que você não tenha interesse em subir até ao topo da torre, não deixe de ir até ela para conhecê-la e tirar fotos. O gramado em frente a torre é muito bom para relaxar e permite tirar ótimas fotos da torre.

 

Arco do Triunfo

O Arco do Triunfo tem 50 metros de altura e fica na rotatória mais movimentada do mundo. É o maior arco triunfal do mundo. Fica próximo à avenina Champs-Elysées.

Arco do Triunfo em Paris

É um dos cartões postais de Paris. Assim, não deixe de passar por aqui para conhecer este famoso monumento. É possível subir ao topo do monumento. Informações sobre o preço da entrada e horários de funcionamento você encontra aqui.

 

Champs-Elysées

É a avenida mais famosa de Paris, com quase 2 quilômetros de extensão, sendo repleta de lojas, cafés, restaurantes, bares e cinemas.

Um percurso legal para se fazer é começar a caminhada na Praça da Concórdia e terminar no Arco do Triunfo. A caminhada é muito agradável, por uma das avenidas mais bonitas do mundo, com calçadas bem espaçosas.

 

Catedral de Notre Dame

A Catedral e Notre Dame recebe cerca de 10 milhões de visitantes anualmente. Não deixe de ir conhecer esta atração, que é uma das principais de Paris: tanto o exterior como o interior é muito bonito.

A entrada é gratuita! Só é preciso pagar se você quiser subir até ao terraço onde ficam as gárgulas.

Catedral de Notre Dame em Paris

 

Museu do Louvre

O Museu do Louvre é uma das principais atrações de Paris e o maior museu de arte do mundo. Possui um imenso acervo, com mais de 35 mil obras, entre elas a famosa Monalisa, de Leonardo da Vinci.

O Louvre é imenso, com muitas galerias e obras interessantes. Para conhecer as principais atrações do museu, você precisará de quase um dia inteiro. Por isso, programe-se para chegar cedo. Sendo uma das principais atrações de Paris, espere encontrar uma fila grande para entrar.

As coleções do Louvre estão divididas em oito departamentos: antiguidades egípcias, gregas, etruscas, romanas e orientais; artes do Islã; pinturas; esculturas; artes gráficas e objetos artísticos.

Considerando o tamanho do museu e a sua gigantesca coleção, é preciso planejar bem a sua visita. Procure visitar o museu com um mapa em mãos, para se localizar e organizar sua visita.

 

Sacre-Couer e Montmartre

A Sacre-Couer (Basílica do Sagrado Coração) fica no alto de uma colina, um pouco distante do centro de Paris, oferecendo uma bonita vista da cidade de Paris.

A sua construção iniciou em 1.875, sendo concluída em 1.914. Possui 83 metros de comprimento, 35 metros de largura e uma torre de 83 metros de altura.

A cúpula da Sacre-Couer pode ser vista de diferentes pontos de Paris. A basílica está localizada no bairro boêmio Montmartre, que possui um ambiente pra lá de especial.

Assim, além de visitar a igreja aproveite para conhecer um dos bairros boêmios de Paris. O bairro é repleto de lojas, restaurantes, bares e pintores.

Para chegar até a Sacre-Couer você pode utilizar o funicular de Montmartre, que está em funcionamento desde 1.900. O preço da passagem é de um Ticket t+. Outra opção é subir a pé: são 197 degraus.

Recomenda-se tomar bastante cuidado com os seus pertences nesta região. Oportunistas aproveitam momentos de distração dos turistas para efetuarem furtos.

 

Rio Sena

Fazer um passeio de barco pelo rio Sena geralmente está na lista do turista que visita Paris. Contudo, além do passeio de barco, o rio Sena também pode ser aproveitado de outra forma: uma gostosa caminhada em uma de suas margens.

Durante o verão, a prefeitura de Paris monta uma praia artificial no rio Sena. Não fomos durante o verão, então não foi possível conhecer a tal praia, mas deve ser uma experiência bem legal nadar no rio Sena.

 

Jardins de Luxemburgo

É um imenso parque bem no coração de Paris, com 22 hectares de canteiros cheios de flores, árvores, lagos, quadras esportivas, parque infantil, muitas estátuas e esculturas. É um lugar bastante convidativo para se descansar um pouco da correria da visita à Paris e ainda aproveitar para tirar bonitas fotos.

São 106 esculturas espalhadas pelo jardim, incluindo personalidades, santos, reis, animais, personagens da mitologia e alegorias.

 

Palácio de Luxemburgo

O Palácio de Luxemburgo funciona hoje como a sede do senado francês. Foi construído entre 1.615 e 1.617, por ordem de Maria de Médici. Já funcionou como prisão (durante a Revolução Francesa) e como quartel-general do exército alemão (durante a Segunda Guerra Mundial).

 

Pontes de Paris

A cidade de Paris tem muitas pontes famosas, sendo a Ponte Alexandre III uma das mais conhecidas e bonitas. Localiza-se entre a esplanada dos Invalides e o Petit Palais. Possui colunas de 17 metros, com cavalos alados dourados na parte superior, tendo ainda candelabros negros, querubins e outros elementos decorativos. Não deixe de atravessar esta ponte!

Faz parte da tradição em Paris prender cadeados nas laterais das pontes, simbolizando o amor eterno entre os casais que os prendem. Muitas pontes em Paris estão cheias de cadeados em suas laterais.

 

Catacumbas de Paris

As Catacumbas de Paris consistem em uma rede subterrânea de túneis que servem como cemitério, contendo esqueletos de pessoas de diferentes épocas. Estima-se que mais de 6 milhões de pessoas possam estar enterradas nas catacumbas, que possuem mais de 300 km de túneis.

É possível visitar as catacumbas de Paris, percorrendo parte dos túneis e ver as ossadas. A entrada fica próxima da estação Denfert-Rochereau. Funciona diariamente, exceto às segundas-feiras e feriados, das 10hs às 20hs.

Apesar de não ser uma das atrações mais procuradas pelos turistas, quando fomos visitar as catacumbas tinha uma boa fila. Tivemos que esperar cerca de 1 hora para conseguirmos entrar.

 

Palácio dos Inválidos

O Palácio dos Inválidos data de 1.670, estando localizado na Rive Gauche, perto da ponte Alexandre III. Seu propósito era acolher os soldados inválidos ou velhos demais para servir. Funcionou ao mesmo tempo como hospício, caserna, hospital, convento e fábrica. Atualmente, o lugar ainda abriga alguns inválidos e funciona como sede de museus voltados à história da guerra.

 

Moulin Rouge

O Moulin Rouge, inaugurado em 1.889, é uma das casas de shows mais famosas de Paris e procuradas pelos turistas. O lugar ficou ainda mais famoso depois do filme Moulin Rouge, estrelado pela Nicole Kidman.

Neste site você pode conferir a programação, os horários dos shows e os preços.

 

Museu d’Orsay

O Museu d’Orsay é uma das principais galerias de arte do mundo. Seu acervo conta com obras importantes, que incluem Van Gogh e Monet. É um passeio imperdível para os apreciadores da arte que visitam Paris.

 

Panteão de Paris

O Panteão de Paris é considerado o primeiro monumento importante de Paris, sendo construído entre 1.764 e 1.790. Localiza-se no Quartier Latin, perto dos Jardins de Luxemburgo.

Atualmente estão no Panteão tumbas de personalidades famosas, como: Victor Hugo, Rousseau, Marie Curie, Jean Monnet e Voltaire.

 

Palácio de Versalhes

O Palácio de Versalhes foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco há mais de três décadas, sendo um dos palácios mais famosos do mundo. Possui uma imponente arquitetura e um gigantesco e bem cuidado jardim, tendo grande importância na história da França.

Visitar o Palácio de Versalhes é um passeio imperdível para quem está em Paris. Durante a visita ao Palácio, você percorre uma diversidade de espaços, repletos de objetos de valor artístico e elementos decorativos. Ponto alto da visita é a galeria dos espelhos: que tem 73 metros de comprimento e 375 espelhos. Aqui foi assinado o Tratado de Versalhes em 1.919, que colocou fim à Primeira Guerra Mundial.

É possível ainda visitar o gigantesco jardim do Palácio de Versalhes, que tem mais de 800 hectares, repletos de diferentes tipos de árvores, plantas, flores, estátuas e fontes. É um passeio incrível, que possibilita tirar bonitas fotos.

Considerando a imensidade do Palácio de Versalhes e do seu imenso jardim, dedique um dia inteiro para esta atração. Saia bem cedo de Paris e explore Versalhes com a calma que o lugar merece.

É bem fácil chegar utilizando o transporte público. De RER, pegue a linha C: Versailles Rive Gauche. De trem: Versailles Chantiers ou Versailles Rive Droite. A entrada do palácio fica a cerca de 10 minutos de caminhada da estação.

 

Roland Garros

Os fãs do tênis que visitam Paris não podem deixar de conhecer Roland Garros, que sedia o terceiro maior torneio de tênis do Grand Slam. No momento, os tours não estão sendo realizados. Procure se informar aqui sobre eventos que costumam ocorrer no complexo, permitindo entrar para conhecer e inclusive bater bola em uma de suas quadras.

O lugar é muito bonito e bem cuidado. As quadras são impecáveis. Tivemos a oportunidade de conhecer as quadras e também o museu e os bastidores do torneio Roland Garros.

 

Dicas de Paris

– Paris é uma cidade relativamente segura, mas procure tomar os cuidados básicos com os seus objetos de valor, principalmente em lugares movimentados.

– Pegue um mapa e procure organizar as atrações que você deseja visitar por zonas, reduzindo tempo de deslocamento entre as atrações.

– Procure reservar o seu hotel com antecedência, pois as opções com melhor custo-benefício costumam lotar com certa antecedência.

 

Deixe uma resposta